(19) 99769-1936  ou  (19) 3325-0902  -  contato@goflow.digital

Conteúdo deste artigo

COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Conteúdo deste artigo

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual

Você já ouviu falar em CRO? Esta é uma técnica poderosa, responsável pelo faturamento multimilionário dos grandes ecommerces internacionais.

Amplamente aplicada nos EUA e ainda pouco conhecido no Brasil, o CRO é um método de otimização que afeta diretamente a venda do seu ecommerce.

Isso porque, basicamente, a proposta do CRO é aumentar a taxa de conversão. Ou seja, mesmo tráfego, mesmo custo com campanhas e muito mais vendas!

Diferente de outras estratégias, também importantes, como o SEO, links patrocinados, linkbuilding e etc., o foco do CRO não é aumentar o tráfego, mas sim fazer com que o tráfego que você já tem converta mais.

O que pode estar acontecendo no seu negócio hoje é que você passa o dia correndo desesperadamente atrás de tráfego, afinal de contas, tráfego é venda.

Mas, ao aplicar o CRO, você sai dessa necessidade de sempre conseguir mais e mais tráfego para simplesmente vender para quem já acessa o seu site (não importam o meios).

Agora, existe uma maneira de multiplicar ainda mais o poder do CRO: unindo-o ao crescimento constante do tráfego.

Junte todo seu esforço para conseguir tráfego, com uma boa estratégia para fazer esse tráfego converter e pronto: você terá a verdadeira fórmula do ecommerce milionário em mãos.

E é esta fórmula que eu irei lhe entregar, completamente gratuito – e sem pegadinhas – neste guia absolutamente completo sobre CRO e como começar a implementá-lo hoje mesmo na sua loja virtual.

Mas, antes de começarmos, eu quero lhe propor um acordo…

Periodicamente eu entrego conteúdos valiosos como este, gratuitamente através de um email. Eu quero que você tenha mais acesso a estes conteúdos e possa aumentar o seu faturamento.

Então, preencha o formulário abaixo e inscreva-se gratuitamente para receber estes conteúdos e se, em 15 dias, eles não forem úteis para você pode cancelar sua inscrição.

Se gostar, eles continuarão gratuitos para sempre e você pode seguir recebendo informações exclusivas, com dicas e estratégias que lhe farão vender muito mais!

Combinado?

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 1

Afinal de contas, o que é CRO?

Antes de tudo, é importante entender do que se trata o CRO. Basicamente, é uma sigla em inglês para Conversion Rate Optimization ou Otimização da Taxa de Conversão.

Como o nome sugere, são técnicas e estratégias elaboradas para aumentar a taxa de conversão de um ecommerce.

Neste ponto é bom deixarmos claro que, nem sempre, uma conversão significa uma venda.

Na verdade, a conversão depende do que você considera uma conversão. Portanto, coisas como:

  • Inscrição em uma newsletter;
  • Comentário;
  • Avaliação dos clientes;
  • Compartilhamento de uma página nas redes sociais;
  • E outras ações.

Podem ser consideradas conversões, também.

Neste artigo, daqui para frente, sempre que falarmos em conversão falaremos especificamente de vendas, que afinal de contas é o objetivo final da sua loja virtual.

Como calcular a taxa de conversão

Agora que você já sabe o que é o CRO, é hora de descobrir a informação primordial para tudo que será feito daqui para frente: como calcular a taxa de conversão.

Você só pode melhorar o que conhece. Ou seja, se não conhecer qual é a taxa de conversão do seu ecommerce, não tem como saber quando ela está melhorando, piorando e muito menos quais ações são responsáveis por isso.

Para chegar a taxa exata de conversão, basta fazer um cálculo simples…

Divida o número de vendas pelo número de acessos que você teve no período, em seguida multiplique este valor por cem.

Por exemplo, digamos que você teve 900 acessos na última semana e realizou apenas 04 vendas, o cálculo seria o seguinte:

4/900 = 0,004
0,004×100 = 0,4%

Logo, sua taxa de conversão é de 0,4%. Ou seja, um valor muito abaixo da média brasileira que é de 1%.

E é aqui que entra o CRO, com técnicas e estratégias específicas para aumentar a sua taxa de conversão.

Nas linhas abaixo você irá entender como realizar essa poderosa otimização! Mas lembre-se que para conseguir algumas métricas citadas abaixo, o ideal é você ter seu próprio ecommerce e não somente vender pelo Instagram ou em Marketplaces, já que com estes, as métricas abaixo não são aplicadas. Veja aqui formas de vender online.

Taxas medias de conversão por categorias. Fonte: Ecommerce Radar Atlas
Taxas medias de conversão por categorias. Fonte: Ecommerce Radar Atlas

 

Processo de aplicação do CRO

Como toda boa estratégia de marketing, o CRO também tem seus 05 P’s. Ou seja, 05 passos para que ele seja corretamente implementado no seu negócio.

São eles:

  • Pesquisa: Momento em que você irá levantar todas as métricas que envolvem a sua loja e descobrir onde está a barreira que lhe impede de vender mais.
  • Planejamento: Aqui é onde você irá desenhar tudo que precisa ser alterado, mantido ou excluído dentro do seu ecommerce.
  • Prioridade: Agora, defina quais destas mudanças são prioritárias para a sua loja. As pessoas abandonam a compra no checkout? Então ele é sua prioridade.
  • Prática: É hora de colocar em prática tudo que você planejou fazer, obedecendo sempre a ordem prioritária que você mesmo definiu.
  • Performance: E por fim, você acompanha a performance da loja, sempre identificando onde é possível melhorar para aumentar ainda a taxa de conversão.

Como vimos, o CRO é um trabalho constante e quando chegamos no último P, retomamos o processo para identificar o que ainda é preciso mudar.

Dessa maneira, você irá manter seu negócio sempre um passo a frente, pois será capaz de identificar os problemas e imediatamente propor uma solução que tenha como efeito o aumento das vendas.

Mas, antes de nos animarmos com as mudanças, é preciso entender as métricas para entender o problema. Então, vamos a elas!

Colhendo as métricas

Como você já deve ter notado, todo ecommerce possui centenas de métricas que podem ser obtidas nas mais diferentes ferramentas.

Aliás, são tantas métricas disponíveis que – algumas vezes – você pode até se perder e acompanhar alguma que não seja útil para o negócio, enquanto ignora uma segunda que poderia ser crucial.

Pensando nisso, nós selecionamos para você dois tipos de dados específicos que você deve acompanhar e ter sempre a mão, para realmente estar por dentro do que acontece na sua loja virtual.

Dois tipos de dados

Basicamente, existem dois tipos de dados que você precisa coletar periodicamente para saber se sua loja vai bem e descobrir o que precisa mudar para que ela possa vender mais.

São os dados quantitativos e qualitativos.

Apesar de serem completamente diferentes, estes dois tipos de dados se complementam durante o CRO e tê-los sempre a mão fará com que você encontre o problema e imediatamente desenvolva a solução.

Confira abaixo o que são estes dados e como coletá-los!

Dados quantitativos

Dados quantitativos são, basicamente, todos aqueles dados convertidos em números.

Ou seja, todas as métricas que você acompanha através de ferramentas como o Google Analytics, por exemplo.

Aliás, o Google fornece um sem fim de dados e é normal que você fique meio perdido com o que realmente absorver da plataforma.

Por isso, nós separamos as 09 principais métricas que você precisa acompanhar:

  1. Interações por visita: Quantas vezes cada usuário interagiu com a sua loja, seja clicando para ver descrições, imagens, acessar outras páginas e por aí vai.
  2. Leads gerados: Quantas pessoas você capturou os dados de contato, como email e WhatsApp, através de formulários para newsletter, iscas digitais ou chat.
  3. Páginas de saída: Em quais páginas os usuários costumam sair da sua loja virtual.
  4. Taxa de rejeição: Porcentagem de pessoas que acessam uma única página do seu site.
  5. ROI: Retorno sobre o investimento. Ou seja, quanto você ganhou baseado no que investiu.
  6. Taxa de retenção: Quantos clientes voltaram para comprar novamente.
  7. Valor médio do pedido: Qual é o ticket médio dos produtos que seus clientes costumam comprar.
  8. Custo por aquisição: Quanto você gastou para realizar cada venda.
  9. Taxa de conversão de visitantes recorrentes: Quantos usuários voltaram para comprar no seu site.

Após ter todos estes dados em mãos, é hora de começar com os…

Dados qualitativos

Muito bem, você tem as métricas do seu negócio ao alcance dos olhos e é aqui que a maioria erra.

Praticamente todos os empreendedores digitais conhecem uma ou mais das métricas que listei acima, porém, o problema é que eles simplesmente não sabem o que fazer com elas.

Estes são números frios e, na maioria dos casos, são encarados como um resultado final quando – na verdade – eles são as chaves para se avançar dentro de uma estratégia de CRO.

Pois, ciente dos números, é hora de começar a questioná-los a fim de entender o porquê destes resultados.

Ou seja, o números trarão perguntas e não respostas.

Algumas perguntas que eles levantarão são:

  1. Por que as pessoas não estão interagindo com a minha loja?
  2. Por que a taxa de captura de leads está tão baixa?
  3. Por que as pessoas abandonam meu site quando chegam nessa página específica?
  4. Por que as pessoas só acessam uma página e, em seguida, abandonam a loja?
  5. Como eu posso aumentar o retorno sobre o meu investimento?
  6. Por que os clientes não voltam para comprar mais produtos?
  7. Por que o ticket médio é este e não outro? Quais produtos se encaixam nesse ticket médio?
  8. Como eu posso reduzir o custo de cada venda?
  9. Por que as pessoas não voltam para realizar a compra, depois de acessar o site uma primeira vez?

Note que para cada métrica, você tem uma pergunta diferente. E a resposta destas perguntas está justamente nos dados qualitativos.

Estes dados, ao contrário do anterior, não é medido em números, mas sim em qualidade.

Isso mesmo, eles são um pouco mais abstratos e dependem exclusivamente de como as pessoas estão vendo o seu negócio.

Para conseguir estes dados, existem três maneiras simples e rápidas que você pode fazer ainda esta semana:

  1. Pesquisa com os clientes: Se você quer saber, por exemplo, o motivo das pessoas não voltarem para comprar, pergunte a elas. Faça pesquisas com os seus clientes e descubra o que eles gostam e não gostam dentro da sua loja.
  2. Teste de usabilidade: Coloque pessoas comuns para acessar sua loja e deixe que elas pontuem o que é fácil de fazer, o que é difícil, o que elas sentem falta e o que poderia ser diferente.
  3. Grupos focais: Basicamente, coloque pessoas que correspondem ao seu público-alvo para acessar sua loja e deixe que lhe digam os motivos pelos quais eles comprariam (ou não) os seus produtos.
  4. Dica: saiba aqui o que é uma Persona e como poderá criar uma Persona para seu ecommerce.

Através das informações que você conseguir com os dados qualitativos é que você poderá traçar um planejamento assertivo para mudar tudo aquilo que lhe impede de vender mais.

Entretanto, nós sabemos que nem sempre coletar estas informações são fáceis e – algumas vezes – a amostra de pessoas que você escolheu pode não ser a que melhor representa as pessoas que usam sua loja virtual.

Por isso, nós preparamos uma série de otimizações que você pode começar a realizar hoje mesmo para melhorar o desempenho do seu ecommerce.

São técnicas generalistas, testadas e aprovadas em centenas de negócios de sucesso e que, se funcionou para eles, também irá funcionar para você!

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 2

A importância do UX no CRO

UX é a sigla em inglês para User Experience ou Experiência do Usuário.

Ou seja, maneiras de melhorar a experiência que um usuário tem ao acessar o seu site, navegar pelas páginas e comprar um produto.

Para uma estratégia de CRO efetiva, você precisa dar uma atenção especial para o UX, ele é fundamental para aumentar as suas vendas.

Mas, antes de aprofundarmos sobre técnicas que melhoram a experiência do usuário, é importante entender como funciona o caminho da compra de uma loja virtual.

Somente assim você poderá pautar seu trabalho de UX para contemplar todas as etapas deste funil (que são igualmente importantes).

O caminho da venda é composto por 06 etapas, são elas:

  1. Descoberta do site: Quando o usuário acessa seu site pela primeira vez.
  2. Pesquisa/descoberta do produto: Quando o usuário pesquisa ou encontra o produto que ele quer.
  3. Página do produto: Quando o usuário visita a página do produto que ficou interessado (muitas vezes, principalmente para aqueles que investem mais em links patrocinados do que SEO, o caminho da compra já começa aqui).
  4. Carrinho: Quando o usuário adiciona o produto ao carrinho e vai conferir o valor a ser pago.
  5. Checkout: Quando o cliente efetua o pagamento.
  6. Confirmação: Quando o cliente recebe a confirmação do pagamento e é informado sobre os outros passos.

Pois bem, agora que você já conhece cada etapa do caminho da venda é hora de entender como você pode melhorar a experiência do usuário em cada uma delas.

Usabilidade

Como já vimos, a usabilidade é extremamente importante. E provavelmente você já se preocupava com isso, antes mesmo de ler este artigo.

Porém, o que pouca gente faz é cuidar da usabilidade em todas as páginas, não somente na home e listagem de produtos.

É muito normal encontrar sites que são muito bem organizados na listagem de produtos, mas que deixam o cliente completamente perdido na hora de fazer o pagamento (que é a parte mais importante!).

Portanto, sempre preze por deixar seu ecommerce o mais “usável” possível, tanto nas páginas de entradas quanto naquelas onde o usuário irá fechar o negócio com a sua marca.

Um bom exemplo de usabilidade é o Mercado Livre.

Por lá você encontra as categorias rapidamente, na pesquisa de produtos é possível identificar de maneira rápida e prática a melhor opção para você.

E quando chegamos na parte do checkout, aí é que eles dão um show de bola! O carrinho vem bastante detalhado e em uma única página é possível resolver endereço, frete e cadastro.

Se você já possui conta, o pagamento é feito em apenas um clique e pronto. Para quem já sabe o que quer, comprar no Mercado Livre não demora nem 02 minutos.

Além disso, o pós-venda conta com uma série de recursos hábeis, como chat para acompanhar o pedido e envios de emails a cada etapa da entrega (confirmação de pagamento, embalagem, transporte, etc.).

Uma boa dica de como conseguir melhorar a usabilidade, além dos testes que mencionamos nos tópicos anteriores, é navegar pelo site do concorrente que está no topo do mercado.

Ele não chegou ali por acaso e, por mais que haja falhas em alguns pontos, ele acertou muito para conquistar aquela posição.

Cores

As cores são extremamente importantes para manter uma pessoa em determinado “clima” ou mudar completamente o que ela está sentindo.

Cansei de ver por aí sites com bons produtos, bons preços e que só não conseguem vender por que as cores que eles utilizam não estão de acordo com o que as pessoas costumam e precisam sentir para efetuar uma compra.

Por exemplo, se você tem um ecommerce de joias caras, as pessoas vão querer se sentir luxuosas e – para isso – combinar cores escuras com tons dourados, prata ou cromado é perfeito.

Por outro lado, se a sua loja for de móveis populares com o menor preço do mercado, criar um site “de luxo” fará com que as pessoas pensem que acessaram o site errado ou que tudo será muito caro.

Provavelmente você já sentiu isso na vida real ao entrar em uma loja e – antes de ver os preços – já imaginou que eles serão bem caros só pelas cores e exposição dos produtos.

É exatamente isso que os usuários irão sentir. Só tem um problema, nem sempre eles irão ver se o preço condiz com que eles estão esperando…

Na maioria das vezes eles simplesmente vão embora, junto com o seu faturamento.

Color Picker do Google com nossa cor oficial 🙂
Color Picker do Google com nossa cor oficial 🙂

 

Velocidade de carregamento

A velocidade de carregamento é outro fator importantíssimo para aumentar a conversão da sua loja e você já sabe disso.

Porém, o que a maioria peca é pensar somente na velocidade do site como um todo e não dos elementos que fazem parte dele.

Por exemplo, quanto tempo demora para uma imagem carregar? Se seus produtos possuem vídeo, quanto tempo eles demoram até abrir?

E no checkout, o pagamento ocorre dentro do seu site ou o usuário precisa ir até outra plataforma – que demora para carregar – a fim de pagar pelo que deseja?

Uma pesquisa do Shopify provou que a maioria dos usuários desiste da compra após um determinado período de espera.

A pesquisa indicou que:

  • 79% dos clientes que estão insatisfeitos com o tempo de espera, abandonam o site – e a compra.
  • 64% das pessoas que acessam via smartphone querem que as páginas sejam carregadas em até 4 segundos.
  • Cerca de 46% do compradores online esperam que as páginas carreguem em dois segundos ou menos.

Ou seja, se quase 80% das pessoas desistem depois de ficar insatisfeito com o tempo de carregamento de alguma coisa (não só da página em si) e para elas, se passar de 02 ou 04 segundos já é tempo demais…

Significa que os elementos do seu site precisam ser carregados neste tempo. A pessoa precisa ter acesso as fotos, descrições e outras coisas dentro desse período ou a maioria delas vai desistir de comprar na sua loja.

Teste de Velocidade com pontuação alta
Teste de Velocidade com pontuação alta

 

Responsividade

Estudos indicam que cerca de 70% dos acessos a internet se dão via dispositivos mobile, com relação as compras, esse porcentagem chega a 65% dos compradores.

Ou seja, mais da metade das pessoas que compram na sua loja o fazem através de um celular ou tablet.

Por isso, tornar seu site responsivo (que se adapta aos diversos tamanhos de tela) é fundamental para garantir o sucesso das vendas, tanto agora quanto no futuro, pois esta porcentagem só tende a aumentar.

Provavelmente você está pensando que, quanto a isso, tudo bem. Afinal de contas, seu site abre bonitinho em dispositivos mobile…

Mas é aí que você se engana. Não basta abrir o site, é preciso que ele seja realmente útil para o usuário.

Basicamente, é preciso que via smartphone a pessoa consiga ter a mesma experiência e facilidade de comprar que teria se estivesse usando um computador.

Para que isso aconteça, de verdade, é preciso focar em 05 pontos específicos:

  1. Eliminar uma parte do conteúdo nos dispositivos móveis, para que a experiência fique mais simples e intuitiva.
  2. Tornar os elementos clicáveis mais fáceis de tocar.
  3. Adaptar as grades de elementos para que elas fiquem fáceis de visualizar em dispositivos móveis.
  4. Deixar as imagens nítidas para smartphones com tela de retina.
  5. Aprimorar o fluxo de adição ao carrinho, pagamento e confirmação para que fique fácil de executar através de smartphones.

Aliás, este último item é especialmente importante, pois muitas lojas são responsivas durante todo o caminho da venda, mas na hora que chega no checkout vai tudo por água abaixo.

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 3

CRO: o pontapé inicial

Antes de você aprender o que fazer em cada página do seu ecommerce, é importante se antenar em dois itens básicos, que podem ser alterados hoje mesmo e já causaram um impacto positivo nas suas vendas…

Estou falando da proposta de valor e dos indicadores de confiança.

Ter uma boa apresentação destes dois elementos na sua loja é o básico. Portanto, se você ainda não trabalha neles (abaixo eu ensino como fazer isso), pare tudo que estiver otimizando e foque aqui.

Estes dois pontos são os principais pilares do seu negócio e é através deles que as pessoas irão decidir se vale a pena continuar navegando e comprar alguma coisa ou se vão simplesmente fechar a guia.

Proposta de valor

Caso você não conheça, a Proposta de Valor é – basicamente – o que faz as pessoas gostarem da sua empresa.

Portanto, ou você tem ou não tem motivo algum para que as pessoas queiram comprar contigo ao invés do concorrente.

Definir uma proposta de valor não é algo demorado e você pode fazer agora mesmo, enquanto lê este artigo.

Para isso, basta seguir os seguintes passos:

  • Identificar benefícios: Quais são os benefícios que a sua empresa oferece, os diferenciais que farão com as pessoas prefiram você ao invés do concorrente.
  • Justifique-os: Justifique para si mesmo porque eles são benefícios, mas não faça isso somente na sua cabeça, escreva o porquê eles são tão importantes assim.
  • Identifique o problema: Agora, analise os principais problemas do seu público-alvo, quais as dores que eles enfrentam?
  • Crie conexão: Conecte os benefícios da sua loja com os problemas dos seus clientes. Aliás, se estes benefícios não resolvem os problemas e não conectam com as dores dos usuários, eles não são tão bons quanto você pensa.
  • Diferencie-se: Problemas e soluções conectadas, mostre isso para o seu público. Deixe nítido como comprar com você é a solução para os problemas que eles enfrentam.

Um bom exemplo de definição de valor é, novamente, o Mercado Livre. Pesquise por eles no Google e as três primeiras informações que você verá é justamente a proposta de valor da marca:

  1. Melhor preço;
  2. Compra segura;
  3. Frete grátis.

Basicamente, o Mercado Livre baseia seu valor em oferecer os melhores preços, a chance de comprar de lojas novas com segurança do seu dinheiro e o sistema de frete gratuito.

E, com certeza, se você perguntar para qualquer cliente assíduo do Mercado Livre ele também irá listar esses 03 itens como as principais vantagens de comprar com eles.

Ou seja, a proposta de valor existe, funciona e conectou-se diretamente com o cliente. Não à toa, é um marketplace com faturamento milionário todos os meses e em constante expansão, não só no Brasil como em toda a América Latina.

Confiança

O segundo fator básico para melhorar sua taxa de conversão é conquistar a confiança do usuário.

E isso é muito fácil de fazer, depois que ele comprar uma vez. Basta entregar tudo certinho, dentro do prazo e pronto: ele passará a confiar em você.

Porém, a dificuldade está mesmo em fazê-lo confiar agora, antes da primeira compra. Afinal de contas, ele precisa confiar para comprar pela primeira vez.

Para isso existem algumas técnicas que você pode implementar a fim de criar essa sensação tão importante para transformar um visitante em cliente.

São elas:

  • Prova social: Mostre para os usuários as pessoas que já compram com você e confiam na marca, aqui vale utilizar também pessoas famosas, autoridades (como médicos, estilistas, etc.) e as marcas que você trabalha.
  • Imagem: Faça suas próprias fotos e utilize sempre imagens de alta qualidade, quando as pessoas acessam um site e encontram a mesma foto que já viram em outros lugares, sempre desconfiam se você tem mesmo o que está vendendo ou simplesmente baixou da internet a imagem.
  • Transparência: Sinta a dúvida do cliente e forneça links para documentos, FAQs e contatos para que ele possa sanar estas dúvidas.
  • Tempo: Mostre que você não começou hoje, conte sua história e deixe claro há quantos anos você atua nesse mercado. O tempo de atuação prova que o seu ecommerce é confiável.

Uma dica bônus aqui é aparecer mais vezes para ele. Fazer marketing de branding faz com que sua marca seja vista e, por isso, lembrada.

Quando o cliente grava o nome e o logo da sua empresa na memória, ele tende a ter mais confiança. Afinal de contas, agora ele já te conhece, já te viu por aí.

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 4

CRO para a página inicial

Agora que você já sabe o básico, é hora de ir para as mudanças mais profundas e que irão fazer disparar o número de vendas do seu ecommerce.

E para começar, nada melhor do que a Página Inicial que é onde – geralmente – as pessoas acessarão seu site pela primeira vez ou irão para saber mais sobre o seu negócio.

Benefícios

Lembra da proposta de valor e de como o Mercado Livre deixa isso bem claro assim que você pesquisa por ele no Google?

Pois bem, é por isso mesmo que ela precisa estar estampada logo na primeira dobra da sua loja virtual.

Assim que o usuário acessar o site ele precisa identificar claramente qual é a proposta de valor do seu negócio.

É com base nela que ele irá decidir se vale a pena continuar navegando no site ou se ele desiste e cai fora dele imediatamente.

Quando você não deixa claro seus benefícios (sua proposta de valor) o usuário não tem aquele “estalo” de que precisa te dar atenção. É onde a maioria dos ecommerces brasileiros perdem clientes todos os dias.

Contato

Outro ponto fundamental na Home é deixar claro e de fácil acesso os meios para que o cliente faça contato com a empresa.

Ele nem precisa fazer esse contato, mas só o fato de saber que se for preciso ele conseguirá falar com alguém para resolver possíveis problemas, já aumenta a confiança na sua marca.

E, como vimos, melhorar a confiança é uma das melhores maneiras de conquistar novos clientes.

Promoções

Promoções precisam ser vistas assim que as pessoas acessam seu site.

Descontos, bônus, brindes…

Todo mundo adora isso e deixar estes benefícios facilmente acessíveis, logo na primeira dobra do site é fundamental para que o usuário se interesse pelo que você está oferecendo.

Até porque, como você espera que alguém compre suas promoções se elas ficam – praticamente – escondidas dentro da sua loja?!

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 5

CRO para a lista de produtos

A lista de produtos é outra página de importância vital para sua loja, pois é lá onde os usuários encontram o que vieram comprar e decidem saber mais sobre o que você está vendendo.

Otimizar estas páginas é extremamente importante, se você deseja vender mais com a sua loja virtual.

Confira agora algumas estratégias que você pode utilizar para melhorar o desempenho da sua empresa na listagem de produtos.

Fotos

Dê atenção especial para as miniaturas das fotos dos produtos que você irá exibir, pois elas é garantem o clique para abrir a página de produto.

Utilizar fotos nítidas e que despertem o interesse do usuário é fundamental para que as pessoas decidam clicar e saber mais sobre aquele item.

Por isso, utilize sempre fotos de alta resolução e dos melhores ângulos possíveis, assim elas ajudarão o usuário a ter uma prévia do produto (que é a real função desta página) e ainda fazer com que eles fiquem interessados.

Filtros

Utilize a melhor combinação possível de filtros para garantir que o usuário sempre encontrará o que veio buscar.

Muitas lojas perdem vendas pelo simples fato de que as pessoas não conseguiram encontrar o produto que desejavam.

E pior, perdem indicações também, afinal de contas se o usuário não encontrou o que queria ele dificilmente irá indicar sua loja para outras pessoas.

Informações

Forneça sempre as informações mais relevantes sobre o produto, logo na página de listagem.

Fazer o usuário abrir dezenas de páginas até encontrar as especificações que ele estava procurando é a melhor maneira de fazê-lo desistir da compra.

Afinal, como vimos anteriormente, demorar para conseguir o que quer é o motivo para quase 80% das pessoas abandonarem uma loja virtual.

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 6

CRO para a página do produto

Aqui é onde a magia acontece. É aqui onde todo o trabalho que realizamos até agora provará se realmente funcionou. Pois é aqui que o usuário decide comprar.

Justamente por isso, você precisa dar muita atenção para a página do produto.

Aliás, por incrível que pareça, é justamente nessa página que a maioria dos ecommerces (inclusive os grandes) costumam cometer seus maiores pecados.

E é para lhe ajudar a nunca mais perder um cliente na página do produto que listei abaixo as principais estratégias que você pode implementar nela.

Descrição

Uma descrição de produto tem, basicamente, dois objetivos: informar e vender

O que acontece é que muitas vezes as lojas fazem somente um deles. Algumas focam totalmente em informar, enquanto outras se preocupam exclusivamente com posicionar o botão para a venda.

É fundamental que a descrição sirva tanto para informar as utilidades daquele produto, como para despertar o desejo de compra no usuário.

Neste momento, o ideal é lançar mão de uma estratégia de conteúdo poderosa: o copywriting.

Uma copy (texto produzido com as técnicas de copywriting) alia os dois objetivos em um único texto, aumentando assim o interesse de compra do usuário.

O que, consequentemente, irá aumentar a sua taxa de conversão e fazer sua loja virtual faturar muito mais!

Fotos que informem

As fotos do seu produto mostram o produto ou realmente informam sobre ele?

E quando falo em informação, no caso das fotos, não é sobre as especificidades técnicas do item, mas sim sobre os detalhes que as pessoas possam se interessar em saber.

Fotos ricas em detalhes, que mostrem o acabamento do produto, os diversos ângulos e inclusive o resultado do uso daquele item (uma pessoa vestindo a roupa, a espessura dos legumes cortados pelo fatiador, etc) ajudam muito na hora da venda.

Estes são os detalhes que o usuário iria verificar se estivesse comprando fisicamente e este é o motivo pelo qual algumas pessoas ainda preferem pagar mais caro em lojas físicas do que virtuais.

Vídeos

Uma mídia que alia muito bem informação e venda, sem dúvida, é o vídeo.

Inserir vídeos com o produto que você está vendendo fazem com que o usuário fique mais apto a realizar uma compra, pois ele viu o produto sendo manejado e com isso consegue identificar que é exatamente aquilo que ele buscava.

Abaixo, listei alguns tipos de vídeo que você pode fazer para lhe ajudar a gerar mais vendas:

  • Como fazer: Vídeo explicando como instalar ou utilizar o produto que você está vendendo.
  • Em uso: Vídeo do produto sendo utilizado por outras pessoas, prova que o mesmo é realmente eficaz para aquilo que se propõem.
  • Close: Aproveite a alta definição dos vídeos para dar close em detalhes que uma simples foto não seria capaz de exibir.
  • História: Como já vimos, histórias geram conexão. Contar a história do seu produto, como ele surgiu e qual foi a visão do fabricante é uma bela maneira de despertar o interesse do usuário.

Prova social

Como você já descobriu em tópicos anteriores, prova social é umas das principais maneiras de conquistar a confiança e induzir seu cliente ao efeito manada.

Por isso, use e abuse das provas sociais dentro da página de produtos…

Deixe bem visíveis as opiniões positivas de outros compradores, use selos de “representante licenciado” de grandes marcas e – se possível – traga uma autoridade para atestar a qualidade do produto.

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 7

CRO para a página “Sobre Nós”

Esta é, sem dúvida, uma das páginas mais negligenciadas pelos donos de ecommerce brasileiros.

E não só pelos pequenos lojistas, mas grandes empresas ainda deixam de lado essa página que poderia ajudar imensamente a aumentar a taxa de conversão de seus ecommerces.

Muitas vezes, as pessoas chegam até mesmo a deixar essa página “escondida”, quando ela deveria estar o mais acessível possível – inclusive com CTAs que incentivassem as pessoas a abri-la.

Afinal de contas, esta é a página onde você irá explicar para o usuário quais são os propósitos do seu negócio, como chegou até aqui e porque ele pode confiar em você.

Abaixo você confere conteúdos que você pode e deve ter na sua página de Sobre Nós.

História

Conte a história do seu negócio, narre como sua empresa nasceu, como você teve a ideia inicial e todos os obstáculos que cruzou para chegar até aqui.

Contar uma boa história faz com que as pessoas criem conexão com a sua marca e queiram fazer parte desta história.

Problema e solução

Aproveite a página de Sobre Nós para deixar ainda mais claro e detalhada a sua proposta de valor.

Fale sobre os problemas que o público-alvo enfrenta e como o seu negócio pode solucionar estas dificuldades.

Prove que você tem o melhor benefício.

Futuro

Não diga que acabou…

Narre sua vitórias, valorize suas conquistas. Mas, nunca deixe parecendo que isso já chegou ao fim. Conte para o usuário seus próximo objetivo, o que você espera do futuro.

Compartilhe a missão do seu negócio.

Quando você cria expectativas sobre o futuro, as pessoas tendem a querer acompanhar essa história e, principalmente, fazer parte dela.

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 8

CRO para páginas de anúncios

Páginas de anúncios são aquelas que você cria especificamente para campanhas de links patrocinados, tanto no Google quanto em redes sociais.

Otimizar estas páginas é extremamente importante, afinal de contas você está pagando por clique recebido e, por isso, precisa extrair o máximo possível que cada novo acesso.

Confira agora como melhorar a taxa de conversão nas páginas de anúncio.

Títulos poderosos

O título é o que fará com que o usuário decida ou não clicar na sua campanha e, depois que ele entra, ainda é o título da página de anúncios que o fará continuar lendo sua promoção ou sair imediatamente.

Por isso, é fundamental que você crie títulos poderosos, capazes de despertar o interesse do usuário assim que ele ler.

Caso contrário, não importa a oferta que você está oferecendo na sua página de anúncio, ninguém nunca irá acessar para descobrir o quão boa é sua proposta.

Copywriting

Na página de vendas, utilizar esta técnica de escrita valiosa é fundamental para gerar mais vendas.

A comunicação é o que faz com que as pessoas tenham interesse em comprar e a técnica para despertar este interesse através de palavras se chama: Copywriting.

Clique aqui e confira um guia completo de copywriting para ecommerce.

Prova social

A prova social deve estar presente nas mais diversas páginas da sua loja virtual e na página de anúncios não é diferente.

Procure sempre exibir as provas sociais que produto é realmente bom, bem como é uma excelente oportunidade para o usuário.

Algumas provas sociais que você pode lançar mão aqui são:

  • Contadores de vendas: Mostre quantas unidades daquele produto você já vendeu.
  • Depoimentos: Exiba as opiniões positivas de seus clientes, acerca do produto.
  • Logotipos: Aproveite a logo dos fabricantes e parceiros para pegar carona na confiança que as pessoas já possuem naquela marca.
  • Mídia: Utilize matérias que saíram em jornais, revistas, TV e afins para comprovar a eficácia do seu produto.

Design

Por fim, não esqueça de caprichar no design desta página. Ela é uma extensão do seu site, mas precisa conter um layout um pouco diferente do que as pessoas encontram quando acessam uma página de produto comum, por exemplo.

Aqui é preciso que tudo esteja focado na venda, portanto, deixe bem claro o propósito da página: vender determinado produto.

Outro fator que você deve prestar atenção é o fato de as coisas estarem “escaneáveis” pelos clientes.

Naturalmente, olhamos tudo de cima para baixo e da esquerda para direita. Portanto, insira as informações mais relevantes obedecendo este padrão de visão.

Também, não esqueça de:

  • Inserir bons indicadores de confiança (já estudamos isso alguns tópicos atrás);
  • Criar boas CTAs;
  • Caprichar no esquema de cores.

Cuidando destes pequenos detalhes no design, com certeza sua página de anúncio passará a converter muito mais!

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 9

CRO para Checkout

Por último, eu deixei a otimização do checkout e não foi à toa: esta é a etapa mais importante do caminho de compra do seu cliente.

É aqui onde ele vai, realmente, se converter em cliente. É aqui onde acontece o faturamento da sua empresa. E, acredite se quiser…

É aqui onde a maioria comete erros fatais.

No Brasil, hoje, amargamos taxas de abandono de carrinho que passam os 80%. Ou seja, de cada 100 pessoas que iriam comprar na sua loja, pelo menos 80 desistiram de fazer isso quando chegaram no checkout.

Sim, isso significa que temos um grave problema aqui!

Abaixo você irá entender quais estratégias de CRO você pode implementar para driblar estes problemas e diminuir a taxa de abandono de carrinho no seu ecommerce. E todas estratégias já estão presentes nas lojas virtuais que criamos, veja mais recursos para seu ecommerce aqui.

Mesmo domínio

Ainda existem milhares de lojas virtuais que não finalizam o processo de pagamento dentro do seu próprio domínio e isso é um dos fatores que faz com que as pessoas desistam da compra.

Veja bem, o usuário acessou seu site, criou conexão, passou a confiar no que você oferecia e decidiu com o seu produto. Então, na hora que o cliente vai dar os preciosos dados do cartão de crédito para quem ele aprendeu a confiar: você o manda para outro site.

Não importa se este site é do PayPal, do Mercado Pago ou de qualquer outra instituição gigante de pagamento…

O cliente não passou horas gerando confiança nestas empresas, ele estava confiante em você!

Aqui é onde boa parte das pessoas desistem da compra e abandonam o carrinho cheio.

Adeus navegação

Quando o usuário acessar o checkout, lembre-se de remover imediatamente todas as opções de navegação.

Deixe apenas a navegação que diz respeito ao próprio processo de checkout e um botão para a home.

Criar distrações é a melhor maneira de fazer com que o usuário perca o impulso de comprar e acabe mudando de ideia.

Portanto, deixe tudo o mais simples e rápido possível. Qualquer problema aqui, pode significar o abandono do carrinho.

Transparência

Outro erro muito comum em diversos ecommerces é não ser totalmente com o cliente ao longo da jornada de compra e só mostrar algumas taxas na hora do checkout.

Acredite, ninguém gosta de descobrir que irá pagar mais do que havia planejado.

Por isso, especifique valores de frete, taxas extras e qualquer coisa do tipo já na página do produto. Assim, você evitará que o cliente tenha uma surpresa desagradável logo quando ele iria lhe pagar.

Não abandone quem abandonou o carrinho

E por último, mas não menos importante, jamais desista de quem abandonou o carrinho!

Nem sempre as pessoas podem finalizar uma compra no exato momento em que estavam pesquisando pelos produtos.

Espera pelo melhor dia de compra do cartão, falta de limite no momento, data fora das épocas de pagamento e muitos outros problemas impedem que uma compra seja finalizada imediatamente.

Porém, isso não significa que as pessoas não irão querer comprar nunca mais. Talvez, tudo que elas precisam é que você as lembre daqui alguns dias. Ou até mesmo, daqui há algumas horas.

E para isso, você pode seguir algumas estratégias específicas, como:

  • Enviar mensagens personalizadas para o email, WhatsApp e outros meios de contato do seu cliente fujão.
  • Ofereça um desconto nos itens que ele havia deixado no carrinho. Muitas pessoas desistem de uma compra porque o valor dos produtos ultrapassou alguns poucos reais do limite do cartão, logo, um desconto de 5% pode ser o que faltava para fechar a transação.
  • Crie um senso de urgência. Forneça bons descontos, mas por tempo extremamente limitado, como 24h por exemplo.

Recuperar os clientes que abandonam o carrinho é uma das maneiras mais eficazes de aumentar a taxa de conversão. Afinal de contas, a pessoa já demonstrou real interesse no produto e algo a impediu de comprar na hora.

Descubra e você terá a fórmula do sucesso em mãos!

CRO: Guia Completo para aumentar a Taxa de Conversão do seu ecommerce e loja virtual 10

Conclusão sobre CRO para Ecommerce

Como vimos acima, o CRO é uma técnica poderosa que pode impulsionar as vendas do seu ecommerce de tantas maneiras que fica praticamente impossível não lucrar!

Então, não perca mais tempo e inicie agora mesmo a otimização da sua taxa de conversão utilizando as estratégias que aprendeu acima.

E, se precisar de uma ajuda com isso, pode contar comigo e o time de especialistas da Flow Digital, basta clicar aqui e solicitar um orçamento gratuito.

APRENDA COM NOSSO CONTEÚDO

Leia também esses artigos

Fechar Menu